RADIOLOGIA EQUINOS


Introdução:

O estudo radiológico é um método de diagnóstico complementar, servindo para confirmar e/ou auxiliar à suspeita clínica.
A interpretação radiográfica é baseada na visibilidade e análise de diferentes densidades em uma radiografia.

 

Definição:

Raios X ,também conhecidos como fótons,são uma forma de energia radiante com comprimentos de onda curtos,capazes de penetrar em tecidos
As fontes de Raio X são fontes inclinadas.O impacto dos elétrons no anodo ,produzem radiação em todos os sentidos e que são bloqueados pela carapaça que envolve a ampola de Raio X .
O feixe útil de radiação sai por uma janela e é colimado por diafragma ou cones.
Os Raio X irão,em parte ser absorvidos ou atenuados por um tecido ,e, em parte irão passar pelo tecido e será exposto no filme radiográfico.
A absorção do Raio X pelos tecidos dependerá do No.atômico e espessura do tecido, elementos de peso atômico grande impedirá a passagem do Raio X com maior intensidade.Tecidos e objetos mais espessos irão absorver mais radiação do que estruturas mais finas de composição similar.
O filme radiográfico irá mostrar uma variação de densidades que varia do branco ao preto; objetos radiopacos aparecerão mais brancos e objetos radioluscentes aparecerão mais pretos, portanto o Brometo de prata,que compõe a emulsão do filme,tendo sido atingido pela radiação se precipitou.
O osso é constituído principalmente por cálcio e fósforo. Porem uma variação normal na radiodensidade óssea existe dentro de um mesmo osso e entre ossos diferentes devido a:


- Diferença de densidade entre a substância compacta e a substância esponjosa;
- Diferença de densidade entre o osso trabecular e os espaços intra trabeculares;
- Diferença de densidade do córtex e do canal medular


              Além disso ,um osso esclerótico é mais radiopaco do que o normal,ao contrario do osso poroso que é menos radiopaco ( mais radiluscente que o normal ).
Para uma análise radiográfica precisa,as estruturas ósseas requerem,na maioria dos casos duas ,ou mais, incidências radiográficas,principalmente se as lesões forem próximas ou envolvendo as articulações.
As tecnologias descritas para posicionamento radiográficos em eqüinos,são limitadas as extremidades dos membros,cabeça e pescoço,devido a capacidade limitada dos aparelhos de Raio X portáteis.

              Regiões dos eqüinos com possibilidade de estudo radiográfico e suas respectiva possibilidades de incidências radiográficas:

Região do Carpo:

              Posições : Dorso-Palmar ( DPa ) , Látero-Medial (LM), Dorsolatero-Palmaromedial Oblíquo (D35L-PaMO), Dorsomédio-Palmarolateral Oblíquo ( D35M-PaLO),Flexionada Latero-Medial (FLM), Dorsoproximal-Dorsodistal Oblíquo 60 graus ( D60P-DDO), Dorsoproximal-Dorsodistal Oblíquo 20 graus (D20P-DDO).

O estudo radiográfico da região do Carpo é importante pela incidência de lesões, como Artrose e Fraturas de ossos do carpo .


Região do Tarso :

Posições: Dorso-Plantar (DPl), Latero-Medial (LM) , Dorsolatero-Plantaromedial Oblíquo (D45L-PlMO), Dorsomedio-Plantarolateral Obliquo (D45M-PlLO), Flexionada Latero-Medial (FLM), Dorso-Plantar Flexionada 60 graus ( DPl 60).

A região do curvilhão é importante pela grande incidência de osteocondrites e artroses.

Região dos Metacarpos:

              Posições : Dorso-Palmar (DPa), latero-medial (LM), Dorsolatero-Palmaromedial Oblíquo
( D45L-PaMO) , Dorsomedial-Palmarolateral Oblíquo ( D45M-PaLO).

A região da canela é ,freqüentemente,acometida de Periostites,Rarefações ósseas, Fissuras e Exostoses.

Regiões do Boleto:

             Posições : Dorso-palmar (DPa), ,Latero-medial (LM), Dorsolatero-Palmaromedial Oblíquo (D45L-PaMO), Dorsomédio-Palmarolateral Oblíquo (D45M-PaLO).

O estudo radiográfico da região do Boleto é importante ,principalmente, pela diversidade de lesões radiográficas que acometem a região,como Artrose, Fraturas, Osteítes , Exostoses, Fragmentação,etc..

Região Interfalangiana Proximal e Distal:

Posições : Dorso-Palmar (DPa), Latero-Medial (LM), Dorsolatero-Palmaromedial Oblíquo
( D60L-PaMO), Dorsomedial-Palmarolateral Oblíquo (D60M-PaLO).

Das mais freqüentes alterações radiográficas podemos citar osteíte da terceira falange,calcificação das cartilagens,rotação da terceira falange,etc..


Osso Navicular :

              Posições : Dorsoproximal-Palmarodistal (DP-PaD), Palmaroproximal-Palmarodistal (PaP-PaD)

Das mais freqüentes alterações radiográficas podemos citar a Necrose isquêmica , fraturas,etc.

Articulação Femorotibial:

              Posições : Caudo-Cranial ( CCr), Latero-Medial ( LM).

Articulação Úmero-Escapular:

              Posição : Crânio-Caudal (CrC), Médio-lateral (ML).

Cabeça e Pescoço :

              Posições : Laterolateral (L-L) , Rostro-Caudal (R-C) ,Oblíquas , Ventro-Dorsal (V-D).


A região da cabeça é ,freqüentemente,acometida de Periostites,Rarefações ósseas, Fissuras Fraturas, Exostoses,etc .
A região do Pescoço pode ser acometido de Luxações e Subluxações.


Foto da aparelhagem

Sobre a Climev Entre em contato...